topo
Homem morre eletrocutado ao tentar fazer ligação irregular na rede elétrica de Caxias, no MA Homem morre eletrocutado ao tentar fazer ligação irregular na rede elétrica de Caxias, no MA
O caso aconteceu nesse sábado (11). De acordo com o Corpo de Bombeiros do Maranhão (CBMMA), a vítima teria subido no poste de energia elétrica para realizar os procedimentos, quando sofreu uma forte descarga elétrica.
Por Werbete | 13/05/2024 - 18h20
Compartilhar no Whatsap

Um homem identificado como Manoel Filomeno Bezerra, de 59 anos, morreu eletrocutado após tentar fazer ligações irregulares em um poste de transmissão de energia elétrica, nesse sábado (11), na Zona Rural de Caxias, a cerca de a 360 km de São Luís.

De acordo com o Corpo de Bombeiros do Maranhão (CBMMA), a vítima teria subido no poste de energia elétrica para realizar os procedimentos, quando sofreu uma forte descarga elétrica. O homem morreu no local.

Os moradores ficaram apavorados e entraram em contato com os bombeiros, que fizeram a remoção do corpo de Manoel. Após a realização da perícia, o corpo da vítima foi liberado para a família.

 

Orientações

 

O Corpo de Bombeiros orienta que diante de uma necessidade de fazer reparos na rede elétrica, é necessário sempre solicitar o suporte de um profissional capacitado para realizar os procedimentos na residência ou em qualquer estabelecimento.

 

O que fazer em casos de choque elétrico? 

Ao ver uma pessoa em situação de risco, é comum querer agir rapidamente para ajudar. Mas, em casos de choque elétrico, o ideal é não encostar na vítima no primeiro momento, porque a descarga pode ser simples, mas pode também ter consequências graves. Os profissionais também orientam as seguintes medidas:

 

  1. Desligar a fonte de energia, sem encostar na vítima
  2. Se a vítima, ao ser atingida, caiu no chão não é indicado tentar levantá-la
  3. Afastar a vítima da fonte elétrica que estava provocando o choque, usando materiais não condutores e secos como a madeira, o plástico ou borracha
  4. Retirar assessórios que apertem o corpo da vítima (se possível)
  5. Chamar uma ambulância pelo telefone 192

 

Fonte: G1